mulher-correndo-céu-azul-750x500.jpg
PESQUISA REVELA COMO O EXERCÍCIO FÍSICO PROTEGE O CORAÇÃO

Agência Fapesp

 

     A prática regular de atividade física tem se firmado como uma importante forma de tratamento para a insuficiência cardíaca – doença caracterizada pela incapacidade do coração de bombear sangue adequadamente.
 
        Os benefícios vão desde prevenir a caquexia – perda severa de peso e massa muscular – até o controle da pressão arterial, a melhora da função cardíaca e o retardo do processo degenerativo que causa a morte progressiva das células do coração e leva à morte 70% dos afetados pela doença nos primeiros cinco anos.
 
        Um estudo da Universidade de São Paulo (USP), publicado na revista Autophagy, ajuda a elucidar parte dos mecanismos pelos quais o exercício aeróbico protege o coração doente. “Basicamente, o que descobrimos é que o treinamento aeróbico facilita a remoção de mitocôndrias disfuncionais nas células cardíacas”, contou Julio Cesar Batista Ferreira, professor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB-USP) e coordenador do projeto.
 
        As mitocôndrias são as organelas responsáveis por produzir energia para as células. “A remoção dessas organelas promove um aumento na oferta de ATP [adenosina trifosfato, molécula que armazena energia para a célula] e reduz a produção de moléculas tóxicas, como os radicais livres de oxigênio e os aldeídos reativos, que em excesso danificam as estruturas celulares”, acrescentou.
 
        Segundo o pesquisador, o objetivo da pesquisa no longo prazo é identificar alvos intracelulares que podem ser modulados por meio de fármacos para promover pelo menos parte dos benefícios cardíacos obtidos com a atividade física.
 
“Claro que não queremos criar a pílula do exercício, isso seria impossível, pois ele atua em muitos níveis e em todo o organismo. Mas talvez seja viável, por meio de um medicamento, mimetizar ou maximizar o efeito positivo da atividade física no coração”, comentou Ferreira.
 
       O trabalho de investigação vem sendo conduzido durante o mestrado e o doutorado de Juliane Cruz Campos, bolsista da FAPESP e orientanda de Ferreira. Em uma pesquisa anterior, publicada na revista PLoS One, o grupo mostrou por meio de experimentos com ratos que o treinamento aeróbico reativa um complexo intracelular conhecido como proteassoma – principal responsável pela degradação de proteínas danificadas.
 
       Os resultados mostraram ainda que, no coração de portadores de insuficiência cardíaca, a atividade desse sistema de limpeza diminui mais de 50% e, consequentemente, proteínas altamente reativas começam a se acumular no citoplasma, interagindo com outras estruturas e causando a morte das células cardíacas.
 
       No trabalho recém-publicado, que foi destaque na capa da revista, o grupo revelou que a atividade física também regula a atividade de outro mecanismo de limpeza celular conhecido como sistema de autofagia – cuja descoberta rendeu o Nobel de Medicina ao cientista japonês Yoshinori Ohsumi, em 2016.
 
       “Em vez de degradar proteínas isoladas, esse sistema cria uma vesícula [autofagossomo] em volta de organelas disfuncionais e transporta todo esse material de uma só vez até uma espécie de incinerador, o lisossomo. Lá dentro, existem enzimas que destroem o lixo celular. No entanto, observamos que no coração de ratos com insuficiência cardíaca esse fluxo autofágico está interrompido, o que faz com que mitocôndrias disfuncionais comecem a se aglomerar”, explicou Ferreira.
 
      De acordo com o pesquisador, a organela chega a se dividir, isolando a parte danificada para facilitar sua remoção. Isso foi possível constatar ao analisar a atividade de proteínas relacionadas com o processo de divisão mitocondrial. Porém, o sistema que deveria transportar o material rejeitado até o lisossomo não consegue completar a tarefa.
 
Continue
 
 
AZUL_CELESTE.jpg
5-sinais-de-que-o-sedentarismo-esta-te-matando17-thumb-570.jpg
5 SINAIS DE QUE O SEDENTARISMO ESTÁ TE MATANDO
Preparador físico mostra indícios que precisam ser levados a sério para se manter saudável

 

 

Uma pesquisa publicada na revista científica Lancet indicou que as pessoas que passam 8h por dia sentadas, e nem praticam atividades físicas, aumentam em 60% os riscos de morte prematura. Esta mesma pesquisa estima que o sedentarismo custa US$67,5 bilhões de dólares por ano à economia global. “Esse valor faz sentido, já que as pessoas sedentárias tendem a gastar muito mais dinheiro com remédios e tratamentos médicos”, conta Possebon.
 
O fato é q ue praticar atividades físicas traz benefícios muito mais importantes do que apenas emagrecer, elas são essenciais para a sua saúde. O preparador físico Vinícius Possebon, criador do Programa “Queima de 48 Horas”, ensina que não é preciso treinar por longas horas na academia manter a saúde em dia. “Treinos de 5 a 15 minutos são suficientes para tirar uma pessoa do sedentarismo”, explica.
Com base em seu programa de homefitness, o especialista destaca: “Qualquer um pode começar a praticar exercícios, sempre respeitando seu tempo e as pausas necessárias para descanso sempre que o corpo pedir”, ensina, reforçando a importância de não desistir. “Continue a praticar exercícios diariamente, que a resistência passa a ficar maior com o tempo”. Possebon também lembra que a comunidade do Q48 também funciona como forma de ajudar as pessoas a não se sentirem sozinhas, criando um importante senso de coletividade.
 
Para facilitar aos que ainda não praticam atividade física, o especialista listou os 5 sinais de que é necessário começar a fazer exercícios.
Cansaço no fim do dia:
Um dos sinais mais claros de sedentarismo é o cansaço extremo no fim do dia. “As pessoas que não praticam atividades físicas acabam se sentindo muito mais cansadas ao fim de um dia de trabalho”, explica Possebon. “Ao se exercitar, o seu corpo fica muito mais disposto e você não termina o dia com aquela sensação de que um caminhão passou por cima de você”.
Stress diário:
A prática de exercícios faz com que o corpo produza mais serotonina e endorfina, entre outros hormônios que trazem a sensação de bem-estar. “Quem está sempre nervoso ou bravo com as tarefas do dia a dia e não faz atividades físicas, com certeza vai se sentir melhor após começar”, alerta.
Sobrepeso:
Característica mais óbvia dos sedentários, o excesso de peso também pode trazer outros problemas de saúde além da estética. “Pessoas acima do peso ou obesas têm muito mais chances de ter problemas cardíacos e de circulação, entre muitas outras doenças”, alerta o preparador físico, cujo programa promove o emagrecimento de, em média, 1 a 3kg em até 10 dias.
Falta de fôlego em atividades simples:
Outro importante indício de que o corpo precisa fazer atividades físicas é a falta de fôlego com pequenos esforços. “Se você fica ofegante ao subir um ou dois lances de escada, ou depois de correr por menos de 10 metros para pegar o ônibus, isso indica que seu corpo precisa de mais resistência”, sugere Possebon.
Sono leve ou noites mal dormidas:
Por fim, o preparador físico destaca que as atividades físicas ajudam as pessoas a terem mais qualidade de sono. “Se você dorme mal e quando acorda já está cansado, a prática de exercícios pode ser a melhor solução para melhores noites de sono, e por consequência, mais qualidade de vida”, conclui o especialista.

 

Por Thamirys Teixeira

 

AZUL_CELESTE.jpg
5-motivos-para-malhar-de-manha59-thumb-570.jpg

 

5 MOTIVOS PARA MALHAR DE MANHÃ
Acordar cedo para treinar pode ser muito melhor do que você imagina, veja os benefícios!

 

 

Malhar de manhã pode ser um tanto quanto sofrido, mas a prática de exercícios físicos matinais também pode ser benéfica para o seu organismo! De acordo com o guru da motivação e escritor do livro "O clube das 5 da manhã", Robin Sharma, nosso corpo está mais propício para a atividade física nas primeiras cinco horas do dia, e até às oito da manhã, o cérebro se encontra mais relaxado e com o potencial máximo! 
 
 
Grandes mentes como Tim Cook, CEO da Apple, e Robert Iger, CEO da Disney fazem parte do "5am club". Eles acordam em horários considerados "absurdos" para quem ama os famosos "cinco minutinhos" matinais, como às quatro horas, por exemplo. Quer saber porque eles estão certos? Então confira abaixo ótimos motivos para fazer parte deste clube:
Você vai passar o dia mais atento
 
Não precisa mais chegar no trabalho e demorar cerca de meia hora para se concentrar. Quem faz parte do "5am club" já começa o dia com as energias renovadas! E acredite, os resultados profissionais são notáveis.
 
Você vai pensar melhor na sua alimentação
Quando se faz um esforço tão grande para levantar cedo não é qualquer fast food que vai fazer com que você caia em tentação. Pelo menos, não deveria!
 
Chega de sair sem café!
Acordar cedo lhe força a tomar um bom café da manhã para aguentar o treino do começo ao fim; além disso, ao retornar dele, a fome será bem maior, e apenas um cafezinho não será o suficiente para lhe deixar satisfeito. Alimente-se bem e sua produtividade pode crescer, além do seu metabolismo ficar 10% mais rápido.
 
Alternativa para sair da rotina
Você sente ou já se sentiu engolido(a) pela rotina? Acordar cedo para malhar pode quebrar totalmente seu ciclo de atividades diárias, proporcionando muito mais qualidade de vida e bom humor!
 
Sono melhor
Quanto mais cedo você acordar, mais cedo vai querer dormir. E quem disse que isso é ruim? Quando dormimos cedo a qualidade do sono melhora significantemente, também contribuindo para os resultados do treino, regulação do metabolismo e diminuição das famosas olheira. Ou seja, todo esforço vale a pena!
 
Por Thamirys Teixeira
 
ICONE_CONEXÃO.png